Ato no Hospital São José em defesa dos trabalhadores cooperados

48
O Sindsaúde realizou uma mobilização no começo da manhã desta sexta-feira, 19/06, em frente oa Hospital São José. O ato foi em defesa dos trabalhadores cooperados da Coaph, cooperativa que presta serviços à Secretaria da Saúde do Estado nas unidades estaduais de saúde. Os profissionais estão atuando há cerca de dois meses, desde o dia 21 de abril, mas até agora não receberam pagamento. Na ocasião, alguns trabalhadores saíram para dar seus depoimentos sobre as dificuldades que estão passando. Eles relataram que além de estarem sem pagamento, sofrem pressão para não reclamar, sob o risco de serem retirados das escalas de plantão, ficando sem trabalho.

 

Técnicas de enfermagem denunciam atraso nos pagamentos e pressão para ficarem caladas.

 

A presidente do Sindsaúde, Marta Brandão, afirmou que , caso o pagamento não esteja na conta dos cooperados até amanhã, novas mobilizações serão realizadas na semana que vem. “Esses trabalhadores precisam ser tratados com dignidade. No meio de uma pandemia, colocar a vida em risco e não ter sequer seus pagamentos em dia é um desrespeito inaceitável” – afirmou. Ela disse ainda que apenas os profissionais do nível médio estão sofrendo com os atrasos, o que para ela, é um preconceito. O Sindsaúde apelou à Secretaria da Saúde do Estado e à Cooperativa Coaph para que providencie os pagamentos imediatamente.
Em resposta, após o ato, o secretário da saúde, Carlos Roberto Cabeto, informou ao Sindsaúde que os pagamentos estarão, sem falta, na conta dos cooperados até a próxima segunda-feira, 22/06.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here