FacebookYoutube RSS
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras


Notícias

  11/03/2019 

Sindsaúde debate Reforma da Previdência com direção Executiva

 
Dirigentes do Sindsaúde se reuniram na manhã desta segunda-feira, 11/02, para tratar sobre a nefasta proposta de Reforma da Previdência.
 
Dirigentes do Sindsaúde da capital e do interior do Estado participaram na manhã desta segunda-feira, 11/02, de reunião no auditório da entidade sindical, em Fortaleza, para tratar sobre as maldades da Reforma da Previdência do Governo Bolsonaro. A reunião contou com a participação do presidente da CTB do Ceará, Luciano Simplício, e do assessor jurídico do Sindsaúde, Vianey Martins. 
 
Na ocasião, foram apresentadas algumas das maldades da proposta que afetam trabalhadores de todas as áreas, principalmente mulheres e trabalhadoras da saúde. 
 
Pela proposta apresentada no Congresso no dia 20/02, passa a ser obrigatória a idade mínima de 65 anos para os homens e 62 anos para as mulheres e o tempo mínimo de 20 anos de contribuição pra se aposentar; será reduzido o valor das pensões, da aposentadoria por invalidez e o Benefício de Prestação Continuada, que passaria a ser de R$ 400,00 até os 70 anos. A proposta também quer acabar com a aposentadoria especial, que permite que profissionais se aposentem com menos tempo de contribuição devido às condições insalubres a que são submetidos. Uma medida que prejudicaria trabalhadoras da saúde, que representam a grande maioria desta categoria. Outra maldade que atingiria em cheio os trabalhadores de nível médio da saúde, é o abono salarial, atualmente assegurado a todos os trabalhadores que ganham até dois salários mínimos, mas, se aprovada a reforma, será mantido apenas para quem ganha até um salário.  
 
Após as explanações, a presidente do Sindsaúde, Marta Brandão, sugeriu como encaminhamento que as dirigentes da capital e regionais agendem eventos para mobilizar a população contra a tal reforma. Um ato nacional em defesa das aposentadorias está agendado para o dia 22/03 e deve ter participação do Sindsaúde em todas as regionais.  No dia anterior, 21/03, o tema será debatido em audiência pública na Câmara Municipal de Sobral, conforme informação da dirigente Solange Ponte.
 
Bolsonaro, tire as mãos da nossa aposentadoria!
Chega de violência contra as mulheres!
 
Última atualização: 11/03/2019 às 13:12:59
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente esta notícia

Nome
Nome é necessário.
E-mail
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

 

SINDSAÚDE CEARÁ
Rua Padre Mororó, 670 - Centro
Fortaleza - Ceará  |  CEP 60.015-220

(Quase esquina com Rua São Paulo)

 

Fone: (85) 3212-4577  |  E-mail: contato@sindsaude-ce.com.br
www.igenio.com.br
CTB CNTS