ACS, continuem firmes na greve!

144

Com muita garra e determinação, cerca de 800 ACS de 38 municípios viajaram até Fortaleza, onde ocuparam o Palácio da Abolição por mais de 24 horas (dias 9 e 10 de agosto).

De volta aos seus municípios, agora é hora de ampliar a mobilização, convencendo os colegas que não participaram da ocupação a aderir à greve.

Em dois dias no Palácio, o movimento já obrigou o governo a negociar com os trabalhadores. A comissão do Estado (secretário de Saúde, Arruda Bastos, o secretário de Planejamento, Eduardo Diogo, e o chefe de gabinete do governador, Danilo Serpa) sinalizou positivamente com relação à licença maternidade de seis meses. No entanto, ainda falta a insalubridade, que será discutida em reunião nesta sexta-feira (17), às 9h, no Palácio da Abolição.

ACS, sua categoria já é referência de luta para outros trabalhadores da saúde! Não vamos esmorecer! Estamos pertinho de conseguir o que tanto queremos – adicional de insalubridade e licença maternidade de seis meses. Continuemos firmes na luta até a vitória!

Nossa greve é legal!

Não se deixe intimidar por ameaças, pois a greve é um direito previsto na Constituição e a nossa greve segue todos os trâmites exigidos por lei: publicação de edital, em jornal de grande circulação, sobre assembleia em que foi deflagrada a greve, e ofício informando à Secretaria de Saúde, com antecedência, sobre o movimento.