Agentes de Saúde de Pacatuba entram em greve nessa terça, 4

79


Os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) que trabalham em Pacatuba iniciam nessa terça, 4 de novembro, uma greve como protesto contra a decisão da Prefeitura Municipal de Pacatuba de não repassar o incentivo financeiro a esses profissionais, direito garantido pela Lei Municipal 1.157/2013.


Há três meses, a categoria deixou de receber o incentivo no valor de R$ 811,20 reais, por mês. O cancelamento do pagamento além de ilegal, aconteceu sem comunicado prévio. A decisão fez com que os trabalhadores tivessem um desequilíbrio financeiro, uma vez que a remuneração dos ACS caiu pela metade. O salário de um ACS que é de R$ 724 reais por mês era complementado pelo incentivo.


A greve é por tempo indeterminado e mostra-se como opção diante da decisão do governo municipal de não efetuar o pagamento. Depois de duas reuniões com o Prefeito e com a Secretária de Saúde, que terminaram sem acordo, os trabalhadores resolvem paralisar as atividades.


O dinheiro para pagar o incentivo aos ACS não sairá dos cofres da Prefeitura, pois o Ministério da Saúde repassa, a título de incentivo financeiro, todo mês, o valor de R$ 1.014,00 por ACS cadastrado em cada município. Desde agosto, vem ficando nos cofres da Prefeitura  de Pacatuba mais de cem mil reais por mês. 


A partir das 8h da manhã os profissionais estarão reunidos na sede da Associação na Rua Coronel José Libânio,99, Pacatuba.