Apesar de alguns avanços, ACS de Juazeiro continuam em greve

125

A categoria está em greve desde o dia 22 de junho de 2015 e exige que a prefeitura volte a pagar o incentivo financeiro que foi retirado pela mesma lei que instituiu o piso dos ACS do município.


 


O Sindsaúde junto com a Associação dos Agentes Comunitários de Saúde de Juazeiro do Norte realizou nesta manhã(03/06) no auditório do CEREST uma assembleia com a categoria para repassar os informes da greve. 


 


Segundo a dirigente do Sindsaúde no Cariri, Adriana Saraiva, os trabalhadores vão receber os pagamentos retroativos referentes aos meses de janeiro a maio de 2015 em quatro parcelas que começam ser liberadas a partir do dia 30 de julho. A garantia foi dada pela secretária da saúde de Juazeiro do Norte, Maria Marcleide Rafael, em reunião com a categoria. Quanto ao incentivo voltar a ser assegurado em lei, a secretária informou que um novo projeto de lei será feito e enviado para votação na Câmara Municipal. Ela não determinou prazo para isso acontecer, em virtude da mudança do prefeito e do recesso na casa legislativa do município. 


 


Após receber os informes, a categoria decidiu manter a greve até que a prefeitura estabeleça uma data para que o novo projeto seja votado na Câmara Municipal de Juazeiro do Norte. O Sindsaúde já enviou ofício solicitando uma reunião com o novo prefeito, Luiz Ivan Bezerra de Menezes.


 


Na última quarta-feira (01/06), os ACS realizaram ato em frente à sede da Prefeitura Municipal de Juazeiro. Ao todo, são 228 agentes vinculados ao Estado que atuam no município. A categoria reivindica 52% de incentivo, o mesmo valor assegurado na portaria que foi revogada.  Os vereadores apoiam a classe trabalhadora e disseram que votariam a favor dos ACS.


 


Com informações da Assessoria de Comunicação do Sindsaúde – Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Ceará