Assembleia suspende greve até 30 de novembro

138

323 servidores de nível médio da saúde do Estado e 197 agentes de saúde compareceram à assembleia na manhã do dia 24/9, no Clube da Caixa, em Messejana, e decidiram, por ampla maioria (quase unanimidade), suspender até 30 de novembro a greve que começou no início de agosto.

A greve será retomada a partir de 11 de dezembro, caso o governo não cumpra o acordado na reunião com o Sindsaúde, ocorrida dia 20/9.

Na reunião, da qual participaram o governador, Cid Gomes, o secretário de Saúde, Arruda Bastos, e o secretário de Planejamento, Eduardo Diogo, o governador se comprometeu a enviar mensagens à Assembleia Legislativa atendendo a pauta dos trabalhadores até o final de novembro, contemplando servidores e ACS com os seguintes itens:

– Reestruturação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários

– Gratificação por plantões aos finais de semana também para os servidores de nível médio

– Adicional de insalubridade para os ACS

– Licença maternidade de seis meses para as ACS

Democracia

A assembleia teve caráter inegavelmente democrático. Isso fica claro no expressivo número de participantes – 520 trabalhadores – e também na garantia de fala a todos os inscritos, pois todas as propostas lançadas foram defendidas. Das 20 pessoas que se pronunciaram, mais da metade eram pertencentes à base.