Audiência debaterá atraso de vales transporte e alimentação no IDGS

146

Nesta quinta-feira (6), às 10h, o Sindsaúde participará de audiência na Procuradoria Regional do Trabalho para resolver a situação dos funcionários/as do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Apoio a Gestão em Saúde (IDGS), que ainda não receberam os vales transporte e alimentação, bem como a 1ª parcela do 13º salário, que deveria ter sido paga até o último dia 30.

Com o atraso dos vales, os funcionários/as estão sem condições de se deslocar até o local de trabalho e em vários postos de saúde da Capital organizam um rodízio. Outros comparecem ao serviço, assinam o ponto, mas cruzam os braços em protesto contra a situação desrespeitosa que o IDGS/Prefeitura de Fortaleza impõem.

Os profissionais também já começam a se preocupar com o salário relativo ao mês de novembro, que deve sair até o próximo dia 7. Em novembro, foi preciso organizar paralisações em hospitais, postos de saúde, CAPS e Samu, além de manifestações no Paço Municipal, para que os salários relativos a outubro fossem pagos.

“Logo após a audiência, o sindicato vai repassar as informações para os funcionários e veremos juntos o que fazer, caso o problema não seja resolvido”, afirma o diretor do Sindsaúde, Ulisses Vilar.

O IDGS é uma organização que presta serviços na área da saúde à Prefeitura de Fortaleza. Tem cerca de cinco mil funcionários, lotados em hospitais, postos de saúde, Samu e CAPS do município.