Campanha Salarial: assembleia rejeita proposta patronal da Sameac

197

Os funcionários da Sameac, em assembleia, decidiram manter-se firmes nas reivindicações da Campanha Salarial 2012. Sendo assim, ontem (21/3), deliberaram pela não aceitação da proposta patronal. A decisão dos funcionários será comunicada à diretoria da Sameac.

“Vamos aguardar uma resposta da Sameac. Caso a nova contraproposta não contemple os anseios da categoria, já estamos mobilizados e poderemos paralisar atividades”, avisa a presidente do Sindsaúde, Tereza Neuma.

Demandas

Aprovada no início de janeiro, a proposta dos funcionários consta de vale alimentação no valor de R$15; reajuste salarial de 20%; adicional de estímulo de 3,5% e que seja concedido a cada cinco anos; auxílio creche e auxílio babá de R$92; e criação do PCCS, que está pendente desde o Acordo 2010.

Já a proposta da Sameac, rejeitada em assembleia, era de reajuste de 6,5% sobre os pisos e de 5% sobre os demais salários; tíquete alimentação no valor de R$11 e adicional de estímulo de 2,5% sobre curso com carga mínima de 40 horas – no máximo dois.