Eleições: para esclarecer

133




Nos dias 3, 4 e 5 de dezembro teremos a eleição do Sindsaúde, sindicato com 71 anos e histórico de muitas lutas e conquistas.


O pleito eleitoral teve início com a publicação do Edital de convocação, em 29/10/2012. Em conformidade com o Estatuto da entidade, o edital abriu, a partir de sua publicação, prazo de 10 dias para inscrição de chapa.


Nesse período, duas chapas pediram inscrição e apenas uma foi registrada, pois a segunda chapa não apresentou as exigências mínimas do Estatuto (número mínimo de componentes, entre outras) e, por isso, teve seu registro recusado. Diferente de acusações feitas na internet e em informativo da chapa que pretendia concorrer, todas as determinações estatutárias foram obedecidas pela atual gestão do Sindsaúde e comissão eleitoral.


Excluídos do pleito eleitoral por não cumprirem as exigências mínimas estatutárias, os componentes da segunda chapa que pretendia se inscrever passaram a acusar a atual gestão, afirmando que não tiveram as informações acerca dos motivos para o indeferimento do registro da chapa. Ora, não atendeu ao Estatuto do sindicato e agora esconde seus erros construindo uma “cortina de fumaça” para tentar enganar a categoria. Essa é uma agressão contra todos e todas que constroem o Sindsaúde, pois as acusações não procedem.


Com essa resposta, a diretoria do Sindsaúde esclarece a todos os associados/as que, até o momento desta publicação, apenas uma chapa concorre ao pleito eleitoral.


Diante dos fatos, cabe à atual gestão, em conjunto com a Comissão Eleitoral, viabilizar as eleições da melhor forma possível, com transparência e respeito às determinações estatutárias.