Em primeira instância, Justiça manda Unimed Fortaleza pagar insalubridade às recepcionistas

164

Em janeiro de 2009, a Unimed Fortaleza deixou de pagar a insalubridade das recepcionistas. O Sindsaúde entrou com ação na Justiça e no último dia 2 de maio a juíza da 3ª Vara do Trabalho de Fortaleza determinou que a cooperativa pague o adicional de insalubridade.

A Unimed Fortaleza, quando se trata de direitos dos empregados, gosta de inovar para pior. Enquanto todos os hospitais pagam adicional de insalubridade, a cooperativa arranjou um laudo encomendado em seu próprio serviço de medicina do trabalho e tirou o adicional de insalubridade das recepcionistas. Estava claro o erro, pois as recepcionistas são os primeiros profissionais a ter contato com o paciente, que pode estar com qualquer doença, inclusive infectocontagiosa.

Segue a lista das beneficiárias:

{phocadownload view=file|id=24|target=s}