Estado não renova contrato com Coopen; cooperados farão assembleia amanhã (8)

175

Em audiência realizada hoje (7) na Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde Pública, a Secretaria de Saúde do Estado informou que o contrato com a Cooperativa dos Profissionais de Enfermagem (Coopen) não foi renovado.

A Coosaúde, cooperativa que ganhou a licitação, substituirá a Coopen nas principais unidades de Saúde do Estado – Hemoce, Hospital do Coração e Mental de Messejana, Hospital César Cals, Albert Sabin, Instituto de Prevenção do Câncer e Hospital da Polícia Militar.

Representando 68% da força de trabalho dessas unidades, os três mil cooperados realizarão assembleias por hospitais para definir o que farão diante da não renovação do contrato. A primeira ocorrerá nesta terça-feira (8), a partir das 8h, no Hospital Geral Dr. César Cals.

Os profissionais estão indignados, pois alegam que o Estado não renovou o contrato com a Coopen devido à proposta de reajuste na hora trabalhada. Desde 2010, o valor pago aos auxiliares de enfermagem é de R$5,30 (diurno) e R$6,36 (noturno). Os profissionais demandaram que passasse a R$6,89 e R$8,27, respectivamente. Como a Coosaúde propôs manter o valor atual, ganhou a licitação.

A licença para dispensa da Coopen já está em tramitação na Procuradoria Geral do Estado.

Salários atrasados

Na audiência de hoje ficou definido que os salários de março dos cooperados do Hospital Geral Dr. César Cals seriam pagos ainda hoje e os salários de abril seriam depositados até o próximo dia 15.

Com relação ao Hospital Geral da Polícia Militar, os salários de fevereiro e março deverão ser pagos até sexta-feira (11).