Greve dos ACS segue forte, com manifestações nas regionais de Baturité e Cariri

149

Após ocupar o Palácio da Abolição, os agentes de saúde voltaram aos seus municípios. Não para esperar alguma coisa do governo, mas para continuar mobilizados, conversando com a população, explicando os motivos da greve.

No último dia 14, os agentes de Baturité concentraram-se na Praça Waldemar Falcão, em frente à Secretaria de Saúde, onde fizeram uma oração e, utilizando o carro de som, dialogaram com a população sobre o movimento. Em seguida, os ACS saíram em caminhada, parando em frente à Câmara dos Vereadores para fazer reivindicações. De lá, dirigiram-se à microrregional, onde permaneceram por meia hora.

“Aproveitamos para conversar com dois técnicos do Estado e o radialista Raimundo Araújo, da Rádio Maciço de Baturité. Nesta semana teremos mais manifestações”, avisa a diretora do Sindsaúde, Fátima Fonteles.

No Cariri, os agentes também mostram que são de luta. Realizaram caminhada pela cidade do Crato no dia 16, sensibilizando a população para as razões da greve e pedindo solidariedade.

“Não aguentamos mais tanto descaso desse governo truculento, perverso e tirano. Cid Gomes está colocando as garras, talvez porque não poderá mais ser candidato a governador no próximo pleito”, analisa a diretora do Sindsaúde e presidente da Associação dos ACS de Juazeiro do Norte, Márcia Vieira.

Na cidade vizinha, Juazeiro do Norte, os agentes fizeram manifestação em frente à 21ª Coordenadoria Regional de Saúde.