Hospital Mental terá paralisação nesta quinta-feira (12)

162

O Sindsaúde conclama todos os servidores/as do Hospital de Saúde Mental de Messejana a paralisar o trabalho nesta quinta-feira (12), entre as 7h e 8h. Assim, continuaremos a corrente de paralisações realizadas nos hospitais do Estado.

Como o sindicato divulgou, por duas vezes, em fevereiro e maio, o governo se comprometeu a reestruturar o nosso PCCS e a conceder gratificação por plantões aos finais de semana, mas nada foi cumprido. Por isso estamos fazendo paralisações nos hospitais do Estado, para mostrar que vamos partir para o tudo ou nada!

Hospital São José, Albert Sabin, Hospital do Coração e HGF já fizeram sua parte, cruzando os braços e mostrando, assim, que nosso trabalho é valioso, pois sem ele a Saúde pública se torna um caos.

Se paralisarmos por apenas uma hora, já será possível sentir os efeitos. Agora é o momento de fortalecer nossa mobilização, realizando ações mais fortes ainda do que a ocupação do Palácio da Abolição (31/5)!

         Além desta pauta que demandamos ao governo, sabemos que há outros problemas que precisam ser resolvidos com urgência, como a questão do assédio moral e a sobrecarga de trabalho. Está tudo interligado! Reestruturando o PCCS teremos melhores condições de trabalho e poderemos acabar com essa situação!

O poder para mudar está em nossas mãos e a paralisação é uma arma valiosa nessa luta!


Exemplo de coragem

Precisamos responder ao chamado dos companheiros dos outros hospitais. Com garra e determinação, eles foram para a frente do hospital e, usando o microfone, denunciaram a todos a situação dos servidores do Estado.

E nós, servidores do Hospital Mental, vamos ficar parados? Claro que não! Temos que dar a nossa contribuição para a vitória de todos os servidores do Estado!