Marcha ao Palácio da Abolição reúne cerca de 300 servidores e ACS

135

O 20º dia de greve dos servidores de nível médio da saúde e dos agentes de saúde foi marcado por marcha e manifestação nos jardins do Palácio da Abolição. O ato reuniu cerca de 300 trabalhadores, entre servidores e ACS dos municípios de Sobral, Baturité, Itaitinga e Caucaia.

Antes das 8h, os grevistas concentraram-se nas proximidades do Palácio. Faixas, apitos, narizes de palhaço e a participação da bandinha de música aqueceram as turbinas.

Em seguida, saíram em caminhada rumo à sede do poder executivo do Ceará. Como faixa abre-alas, levavam um banner gigante com a imagem do contracheque de uma servidora, no valor de R$297,00. Ao lado do contracheque, a frase “Ninguém merece esta miséria!”.

“A marcha estava muito bonita. Quem olhava se admirava com a quantidade de gente, todo mundo de branco, chamou bastante atenção”, comemora a presidente do Sindsaúde, Teresa Neuma Siqueira.

Chegando ao Palácio, apesar de a polícia estar a postos, não houve nenhum conflito. Os servidores e ACS fizeram falações utilizando megafone, cantaram paródias bem humoradas sobre a situação dos trabalhadores da saúde e aproveitaram a animação da bandinha.

Ao final da manhã, os manifestantes cantaram o hino nacional e reafirmaram a força da greve.

Nesta sexta-feira (31), a concentração de greve ocorrerá na Praça do Ferreira, a partir das 8h. Haverá prestação de serviços à comunidade, como medição de pressão e informações sobre saúde bucal. Não falte!

Veja as fotos da marcha ao Palácio da Abolição na nossa galeria.