Na luta pelo Acordo Coletivo 2012, funcionários da Sameac paralisam atividades por 3 horas

173

Cumprindo calendário de mobilização definido em assembleia, os funcionários da Sameac paralisaram atividades durante três horas no último dia 4, concentrando-se em frente à MEAC. O objetivo foi pressionar pelo fechamento do Acordo Coletivo 2012.

Na pauta dos funcionários consta vale alimentação no valor de R$15; reajuste salarial de 20%; adicional de estímulo de 3,5% e que seja concedido a cada cinco anos; auxílio creche e auxílio babá de R$92; e criação do PCCS, que está pendente desde o Acordo 2010.

Na próxima quarta-feira (11), haverá nova paralisação, a partir das 6h.

“Vamos continuar mobilizados enquanto a Sameac não apresentar uma boa proposta”, sentencia a presidente do Sindsaúde, Teresa Neuma.