Nova gestão da Santa Casa é empossada

190


A nova administração da Irmandade Beneficente da Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza tomou posse, na manhã de ontem, em solenidade realizada na capela do hospital. O atual provedor da unidade, Luiz Marques, foi reeleito para a função pela nova mesa administrativa. O novo conselho fiscal também tomou posse ontem. A gestão atuará até 2017.


Luiz Marques aponta ser desafio para a administração lidar com a defasagem da tabela de pagamentos do Sistema Único de Saúde (SUS). “O SUS cobre 65% da nossa despesa. O restante vem de doações e convênios com instituições. A tabela de remuneração dos procedimentos vive defasada e, além de ser defasada, há atraso grande do pagamento. A lógica do SUS é o que produz hoje, receber em 90 dias. Em um regime inflacionário, isso não está compatível com a realidade”, lamenta.


A unidade tem 340 leitos: 30 foram disponibilizados para pacientes encaminhados pelo Hospital Geral de Fortaleza (HGF), medida que contribuiu para o fim do chamado “piscinão”. Além disso, a unidade filantrópica oferta cirurgias de alta complexidade para o HGF e o Instituto Doutor José Frota (IJF). Quinze leitos estão à disposição de pessoas com sequelas provenientes do uso de álcool e drogas, através de convênio com o Município, diz Luiz Marques.


Uma das demandas da gestão é a ampliação dos leitos de UTI, indica o provedor. O projeto de engenharia já foi elaborado, mas ainda não há recursos disponíveis. Pelo projeto, a Santa Casa deve ganhar 20 leitos do tipo. Atualmente são sete. Além disso, ele cita que o espaço destinado a pacientes particulares está sendo reformado e deve ser reaberto em breve.


Fonte: O Povo