Quiterianópolis: servidores e agentes de Saúde em greve farão manifestação nesta quarta-feira (25)

136

Servidores de nível médio da Saúde e agentes comunitários de saúde (ACS) de Quiterianópolis, em greve desde o último dia 18, farão manifestação nesta quarta-feira (25), pela manhã.

Segundo a diretora do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde (Sindsaúde), Madalena Policarpo, a Prefeitura de Quiterianópolis não se pronunciou sobre as demandas dos trabalhadores.

“A gestão tenta enfraquecer o nosso movimento, mas vamos resistir até que o prefeito assuma compromisso com a nossa pauta”, enfatiza.

Os agentes de saúde cobram o cumprimento da lei municipal n. 01/2011, que concede aos agentes repasse de 30% do incentivo financeiro de R$871,00 enviado ao município pelo Ministério da Saúde, por meio do Piso de Atenção Básica (PAB). Ignorando a própria lei, o município repassa apenas 8% do incentivo aos ACS.

Municípios da região repassam porcentagem bem maior do incentivo: Crateús, Tamboril, Monsenhor Tabosa e Independência repassam 30% do incentivo, enquanto Ipaporanga repassa 45% e Ararendá, 50%.

Já os servidores de nível médio da saúde não recebem fardamento e nem os direitos previstos em lei, como adicional de insalubridade, adicional noturno e outros.

Ameaças

Além de não se dispor ao diálogo com os servidores e agentes de saúde, a Prefeitura faz ameaças de transferência para lugares distantes de onde o trabalhador está lotado e até demissões.

Também há uma tentativa de minar a organização dos trabalhadores, pois a Prefeitura não desconta a mensalidade sindical, apesar de a Lei Orgânica (Cap. IV, art. 19) garantir a livre associação sindical.