RC promete construir 25 postos de saúde até o fim do ano

63

Até o fim do ano, a Prefeitura de Fortaleza deve construir 25 postos de saúde e ampliar 75 dos já existentes. O anúncio foi feito pelo prefeito Roberto Cláudio (PSB) em cerimônia no Paço Municipal, na noite de ontem.

As verbas para reformas e instalação de novas unidades são provenientes do tesouro municipal e do Governo Federal. Nas ampliações, a Prefeitura de Fortaleza vai investir R$ 9.563.644,38 e o Ministério da Saúde vai disponibilizar R$ 9.186.355,62. Já para a construção de novas unidades, serão disponibilizados R$ 18.166.354,43 pela Prefeitura e R$ 13.233.333,32 pelo Ministério.

Dentro das ações, denominadas Plano de Fortalecimento da Atenção Básica, também está prevista a construção de três Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) – nas Regionais I, IV e VI.

Ontem, foram assinadas ordens de serviço para construção de três postos na Regional VI. Os processos de licitação do restante das unidades devem ser finalizados até 31 de maio.

Atualmente, a Cidade conta com 92 postos para atendimento primário da população. E, segundo Roberto Cláudio, o planejamento apresentado ontem é resultado das visitas realizadas nas unidades de saúde de várias Regionais, no início da gestão. “O dia 99, o dia 100 e o dia 101 têm o mesmo significado. Estamos aqui para governar pelos quatro anos”, disse, se referindo aos primeiros 100 dias de gestão, marcados ontem.

Segundo a secretária da Saúde do Município, Socorro Martins, a atenção primária é um dos pontos de maior dedicação da gestão. “São medidas de várias ações. Entendemos que para dar conta precisamos melhorar a estrutura. Investir na ambiência das unidades e melhorar os processos de trabalho”.

Quando indagada sobre o retorno do funcionamento dos postos de saúde no terceiro turno, a secretária afirmou que “no momento, temos que colocar nossas unidades para funcionar nas manhãs e tardes com os 112 novos médicos do Programa de Valorização à Atenção Básica”.

Novos gestores

Na mesma cerimônia, também foram empossados 108 novos gestores de unidades. Todos escolhidos em seleção pública realizada nos últimos dois meses. Eles irão ocupar cargos nas regionais de saúde (6), nas diretorias de hospitais (8), nos postos de saúde (92), no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (1) e no Centro de Especialidades Médicas José de Alencar (1). Para Maria do Carmo Moreira, responsável pela área de Messejana, além das reformas é fundamental efetivar o abastecimento das unidades.

Saiba mais

Além da construção de 25 novos postos de saúde, 75 unidades já existentes na rede vão passar por reformas.

REGIONAL I – Uma UPA

Nove reformas

Três construções

CENTRO – Uma reforma

REGIONAL II – Uma construção

Dez reformas

REGIONAL III – Duas construções

Dez reformas

REGIONAL IV – Uma UPA

Três construções

11 reformas

REGIONAL V – Sete construções

13 reformas

REGIONAL VI – Uma UPA

Nove construções

20 reformas

Números

110

Pontos de internet serão instalados nas unidades de atendimento primário. O objetivo é dinamizar atividades como entrega de exames

112

Novos médicos, aprovados no Provab, começaram a atender nos postos de saúde