Reunião na Seplag esclarece sobre PNI e prossegue debate das gratificações

96

Aviso

Em reunião na Secretaria de Planejamento e Gestão na última quarta-feira (24), o Sindsaúde apresentou contracheques dos servidores e questionou a diferença de valor no pagamento da Parcela Nominalmente Identificada (PNI).

Segundo informaram os técnicos da Seplag, a gratificação de plantão noturno recebida em dezembro de 2012 foi toda incorporada à PNI, razão pela qual há tanta diferença entre os servidores que trabalham à noite e servidores que trabalham durante o dia. Já os servidores que trabalham à noite e que gozaram férias em outubro e novembro de 2012 foram prejudicados no cálculo da PNI, pois em dezembro de 2012 há reflexos das férias na gratificação noturna.

Diante do quadro, a Seplag se comprometeu a rever estas falhas da lei com relação aos servidores que estavam de férias em outubro e novembro de 2012. No entanto, a luta do Sindsaúde não se encerra com esta promessa, porque a fórmula de cálculo da PNI criou discriminação entre servidores que trabalham à noite e durante o dia.

Com relação ao retorno das gratificações, nossa principal demanda, a Seplag vai apurar o reflexo financeiro desta reivindicação e no prazo de 15 dias teremos outra reunião.

A Secretaria de Saúde reforçou a importância do retorno das gratificações. Representada pelo assessor do secretário de Saúde, Mariano de Freitas, e pela coordenadora da Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde (CGTES), Lúcia Arruda, a secretaria apresentou documento fundamentando a necessidade de retorno das gratificações, considerando que as modificações introduzidas a partir de janeiro estão criando dificuldades para a gestão, pois os servidores passaram a migrar para setores menos complexos que UTI e Emergência, já que não têm mais vantagem financeira relevante.

O Sindsaúde também protocolou documento solicitando o retorno das gratificações.