Saúde pedirá socorro à OEA

109

Frente ao que considera um “cenário calamitoso” na rede pública de saúde, a Federação Nacional dos Médicos (Fenam) promete ir à Comissão Interamericana de Direitos Humanos para buscar uma resposta do país. A comissão é vinculada à Organização dos Estados Americanos (OEA).

Geraldo Ferreira Filho, presidente da Fenam, explica que a motivação agora é o histórico de macas em corredores, as condições precárias de trabalho, as filas de meses até o atendimento e até casos como o de Adrielly, menina morta após ter sido baleada na cabeça e esperado oito horas por uma cirurgia. A Fenam preparou dossiês que mostram que problemas em cinco estados, RJ, MT, ES, RN e PA, mas não tiveram solução.

Fonte: O Povo