Servidores cobram publicação de Portaria que cria Comissão de servidores do Estado

107

O Sindsaúde realizou na manhã desta quinta-feira, 30/04, uma reunião com representantes da comissão dos Servidores do Estado, formada durante o Encontro de Servidores, promovido pelo Sindsaúde no dia 14 de março de 2015. A comissão deve tratar junto ao Sindsaúde e Governo do Estado das demandas da categoria.


 


O objetivo da reunião foi cobrar do Governo do Estado a publicação da portaria que institui oficialmente a comissão. O compromisso do governador Camilo Santana, antes mesmo de ser eleito, era criar esta comissão até o final do mês de março. Uma portaria elaborada após negociação com o Sindsaúde já está pronta e deve ser assinada pelos secretários da Saúde, Carlile Lavor, do Planejamento e Gestão, Hugo Santana, e pelo Procurador geral, Juvêncio Vasconcelos.  Só depois disso, a portaria deve ser publicada. A primeira reunião com a Comissão para elaboração do cronograma de atividades deve ocorrer no prazo de 120 dias após a publicação da portaria. Do sindicato, os membros da comissão seguiram para a Secretaria da Saúde para pressionar os gestores para que agilizem a publicação da referida portaria.


 


A pauta de reivindicações aprovada no encontro dos servidores de nível médio da saúde do Estado do Ceará contempla os seguintes itens:


1.       Retorno das gratificações aos patamares praticados até dezembro de 2012;


2.       Correção do cálculo da PNI para aqueles servidores que estavam de férias ou de licença em outubro, novembro e dezembro de 2012;


3.       Extensão da gratificação pela Execução de Serviços em Condições Especiais (rubrica 135) para os servidores que exercem atividade com o mesmo grau de risco do Hospital São José, HSJ;


4.       Cumprimento, anualmente, das regras necessárias à ascensão funcional, instituídas pela Lei n. 11.966/92;


5.       Piso salarial para os servidores da saúde;


6.       ISSEC: ampliação da rede de credenciados para que se possa ter assistência complementar em todas as necessidades (atendimento de emergência, exames, cirurgias etc);


7.       Fixação de um calendário uniforme de pagamento da produtividade nos hospitais.


 


Com informações da Assessoria de Comunicação do Sindsaúde – Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Ceará