Servidores da saúde em greve no Ceará rejeitam proposta do governo

124

Servidores pedem reestruturação do plano de cargos, salários e carreira.
Governo do estado ofertou reajuste salarial de 20%, que foi rejeitada.

Servidores da saúde em greve no Ceará rejeitaram a proposta do governo do estado nesta segunda-feira (27) e realizaram manifestação em frente ao Hemoce, em Fortaleza, para chamar atenção do governo sobre o movimento dos servidores.

Os funcionários cobram uma reestruturação do plano de cargos, salários e carreiras no serviço público de saúde do estado. O governo do estado ofertou aos servidores um reajuste de 20%.

“O governo já sinalizou o canal de negociação, mas a proposta foi rejeitada pela categoria quando lançou a proposta de 20%”, diz a presidente do Sindsaúde, Teresa Neuma.

A servidora Irene Ferreira, que diz trabalhar há mais de 30 anos para o governo do estado, recebe salário mensal de R$ 397,48. “Todo ano, desde que entrei na saúde, a gente faz greve para ver se recebe um salário um pouco maior”, diz Irene.

Segundo o sindicato, 30% dos servidores mantêm as atividades há 15 dias, desde o início do movimento de paralisação. Nesta segunda-feira, eles realizaram protesto fazendo um “sepultamento” da saúde do estado, levando um caixão e fazendo um velório simbólico.

Fonte: G1