Servidores da saúde solicitam apoio de deputados estaduais

164

Há 12 dias em greve, os servidores de nível médio da saúde do Ceará foram à Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (22) pedir apoio de parlamentares à pauta da categoria – reestruturação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), gratificação por plantões aos finais de semana e, para os agentes de saúde, adicional de insalubridade e licença maternidade de seis meses.


O Sindsaúde elaborou uma carta dirigida especificamente aos deputados estaduais, em que denuncia o desrespeito de Cid Gomes – só este ano, comprometeu-se duas vezes com a pauta dos servidores, sem contar que adotou a reestruturação do PCCS como promessa de campanha, ainda em 2006.


Leia a carta na íntegra:


AOS

DEPUTADOS E DEPUTADAS DO ESTADO DO CEARÁ

O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado do Ceará solicita o apoio do(a)s Deputado(a)s Estaduais para que intercedem junto ao Governo Cid Gomes, a fim de que sejam honrados os compromissos assumidos com os servidores de nível médio da saúde e com os agentes comunitários de saúde do Estado do Ceará, relativamente às seguintes reivindicações: a) adicional de insalubridade de 20% e extensão da licença-gestante de seis meses para o(a)s agentes comunitários de saúde, direitos já gozados pelos demais servidores da saúde, mas que CID insiste, discriminatoriamente, em negar para os ACS; b) extensão da gratificação de plantão nos finais de semana para os servidores de nível médio da saúde, pois somente profissionais de nível superior recebem esta gratificação; c) alteração do Dec Estadual n. 29.352/2008, para retirar a limitação de 60 (sessenta) horas semanais para quem acumula licitamente dois empregos na área da saúde; d) PCCS para os servidores de nível médio da saúde.

O Governador Cid Gomes vem descumprindo, religiosamente, os compromissos assumidos com os servidores e com os agentes de saúde. Vejamos. Ainda na campanha eleitoral, prometeu o PCSS dos servidores da saúde. Cumpriu somente o PCCS dos médicos. Em fevereiro deste ano, após intensa mobilização do sindicato e com greve marcada, o Governo abriu negociação. Em reunião, dia 08/02, com Ivo Gomes (então chefe de Gabinete), Arruda Bastos (Secretario de Saúde) e o Deputado Lula Morais, foi firmado acordo para atender a estes pontos de pauta, em 90 dias. O GOVERNO CID NÃO CUMPRIU!

Em seguida, no final de maio, os agentes de saúde vinculados ao Estado do Ceará ocuparam o Palácio da Abolição. Nesta oportunidade, o então Chefe de Gabinete de Cid, Dr. Almicy Pinto, comprometeu-se a implantar, no prazo de 20 dias, as reivindicações discutidas no mês de fevereiro, assinado um termo. O GOVERNO CID MAIS UMA VEZ DESCUMPRIU!

Por último, no dia 9/08, o Palácio da Abolição foi ocupado mais uma vez pelos agentes de saúde. O Governador escalou, às pressas, seu time da primeira divisão: Danilo Serpa, Eduardo Diogo e Arruda Bastos, que mandaram apurar a repercussão financeira das demandas dos servidores/ACS e prometeram que o Governador daria uma reposta no dia 20/08. O GOVERNO CID SEQUER RECEBEU OS SECRETÁRIOS ATÉ HOJE.

Diante de tantas promessas não cumpridas e do desrespeito de CID, os servidores de nível médio da saúde e os agentes de saúde estão em greve, desde o dia último dia 10. Os usuários do serviço público de saúde já começaram a sentir os reflexos da falta de compromisso de Cid Gomes.

Lamentavelmente, a população é quem sofre com o descaso do Governador CID, muito ágil para construir obras milionárias, todavia, uma verdadeira tartaruga para atender às reivindicações dos servidores que são responsáveis pela saúde dos cearenses. O Sindsaúde sabe do compromisso do(a)s Senhores/Senhoras com o povo que os elegeu, razão porque apela para a sensibilidade do parlamento cearense, para que, juntos, possamos dobrar a intransigência do Senhor Governador. Fortaleza-Ce, 22.08.2012.

SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAUDE NO ESTADO DO CEARÁ – SINDSAÚDE

CENTRAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DO BRASIL – CTB