Servidores do HGF denunciam atraso no pagamento de gratificação por produtividade e condições precárias de trabalho

102

Profissionais de enfermagem do Hospital Geral de Fortaleza estiveram hoje no SINDSAÚDE para denunciar o atraso de três meses no pagamento da gratificação por produtividade. Os recursos da gratificação vem do Governo Federal e deveriam ser repassados para os servidores todos os meses, o que não ocorre desde dezembro do ano passado. Ao todo, cerca de 800 servidores do Estado que atuam no HGF estão sem receber o benefício. Eles denunciam ainda condições precárias de trabalho, como a que acontece desde o ano passado, quando auxiliares de enfermagem passaram a executar funções incompatíveis, que aumentam o risco de contaminação entre os pacientes. De acordo com norma do hospital, os mesmos profissionais que cuidam dos pacientes fazem a limpeza das enfermarias, o que está em desacordo com as normas do Conselho Federal de Enfermagem.  


 


Os servidores deixaram a sede do Sindicato com uma manifestação agendada para a próxima sexta-feira, 6 de março, às sete horas da manhã, em frente à emergência do HGF.


 


Com informações da Assessoria de Comunicação do Sindsaúde – Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Ceará