Servidores do Hospital do Coração paralisam atividades

257

Cumprindo calendário de paralisações, os servidores do Hospital do Coração de Messejana cruzaram os braços nesta quinta-feira (5). A intenção foi cobrar do governo compromissos assumidos em fevereiro e maio e ainda não cumpridos – reestruturação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) e gratificações por plantões aos finais de semana.

Além desta pauta comum a todos os servidores de nível médio do Estado, os servidores do Hospital do Coração lutam contra o assédio moral e a sobrecarga de trabalho. De acordo com a direção do Sindsaúde, há muitos casos de servidores doentes em decorrência do assédio moral. Há mais de 60 tentando transferência para outra unidade da Sesa por não suportarem mais as agressões.

Também a sobrecarga de trabalho ocasiona doenças e levou cinco servidores à morte no próprio local de trabalho, nos últimos dois anos. O problema ocorre porque o salário é insuficiente para a sobrevivência do servidor, que acaba se submetendo a trabalhar três vezes mais e adoece.

Veja as imagens da paralisação na nossa Galeria.

Participe do nosso calendário de paralisações:

10/7 – Hospital Geral de Fortaleza

12/7 – Hospital de Saúde Mental de Messejana

17/7 – Hospital Geral Dr. César Cals