Servidores e agentes de saúde retornarão à greve a partir do dia 11

123

Cerca de 400 servidores de nível médio e agentes de saúde do Estado decidiram, por unanimidade, retornar à greve a partir do próximo dia 11. A deliberação ocorreu durante assembleia na manhã de hoje, em frente à Assembleia Legislativa.

A greve das categorias durou 45 dias, entre agosto e setembro, e foi suspensa porque o governador Cid Gomes se comprometeu a atender as demandas das categorias até o dia 30 de novembro, com o envio de mensagens à Assembleia Legislativa. Como o prazo terminou e o governador, mais uma vez, não honrou a própria palavra, só restou aos trabalhadores/as voltar à greve.

Durante a assembleia, o deputado estadual Lula Morais fez uma saudação aos servidores e agentes de saúde, reafirmou sua posição em favor das reivindicações e apontou para a possibilidade de as mensagens chegarem à Assembleia Legislativa até terça-feira próxima (4).

Pauta

Os servidores de nível médio lutam pela reestruturação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) e a gratificação de plantões de final de semana, atualmente paga apenas ao nível superior. Já os agentes de saúde reivindicam adicional de insalubridade e licença maternidade de seis meses. Sobre os quatro pontos, o governador Cid Gomes se comprometeu a regulamentá-los enviando mensagens à Assembleia Legislativa até o dia 30 de novembro.

Para formular a reestruturação do PCCS, foi formado um grupo de trabalho, composto por Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde (Sindsaúde), Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) e Secretaria de Saúde (Sesa). Ainda no início de outubro, o Sindsaúde apresentou proposta de tabela de vencimentos para o novo PCCS, contudo, não houve resposta do governo.

Sobre as outras pautas, o Sindsaúde foi informado pela Comissão de Negociação da Secretaria de Planejamento (Seplag) que o procurador geral do Estado, Fernando Oliveira, havia ordenado, ainda no último dia 19, que fossem enviadas à Assembleia Legislativa as mensagens negociadas com o governador Cid Gomes referentes à extensão da gratificação de final de semana para todos os profissionais de saúde e o adicional de insalubridade para os agentes de saúde. Nada foi feito até agora.


Veja as fotos da assembleia na nossa galeria.