Servidores paralisarão Hospital São José nesta sexta (29)

169

Iniciando o calendário de paralisações na Saúde do Estado, os servidores de nível médio do Hospital São José de Doenças Infecciosas cruzarão os braços nesta sexta-feira (29), a partir das 7h.

As paralisações, organizadas pelo Sindsaúde, têm como objetivo cobrar do governo compromissos assumidos no dia 31 de maio, quando cerca de 200 servidores e agentes de saúde ocuparam o Palácio da Abolição.

Na ocasião, o secretário adjunto do gabinete do governador, Almircy Pinto, assinou documento em que o governo se compromete a enviar mensagem à Assembleia Legislativa, até o dia 15/6, sobre o pagamento do adicional de insalubridade e licença maternidade de seis meses para os agentes de saúde, assim como gratificação de atividades de plantão aos finais de semana para os servidores.

Também ficou acordado que até o dia 20/6 seria apresentado o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) dos servidores de nível médio da Saúde.

Passados os dois prazos, os servidores sentem-se desrespeitados mais uma vez pelo governo – que já havia se comprometido com a mesma pauta em fevereiro deste ano – e decidiram fortalecer a luta.

“Vamos mostrar que podemos nos mobilizar ainda mais fortemente. Não vamos esmorecer até conseguirmos toda a pauta pela qual lutamos!”, afirma a secretária geral do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde (Sindsaúde), Marta Brandão.

Mais de 700 servidores trabalham no Hospital São José de Doenças Infecciosas, considerado referência no Ceará.

As demais paralisações ocorrerão ao longo do mês de julho.

Ocupação do Palácio da Abolição, no dia 31 de maio