Sindicalistas do Cariri debatem a ameaça aos direitos trabalhistas no governo Dilma

82



Representantes de 18 sindicatos  da Região do Cariri e das centrais CTB e CUT reuniram-se na sexta,16, na subsede do Sindsaúde no Crato, para debater  a atual conjuntura política brasileira e a proteção dos direitos dos trabalhadores.


Organizado pelo Sindsaúde Ceará, o debate acontece no momento em que uma mobilização nacional de trabalhadores cobra do governo Dilma a manutenção de direitos trabalhistas ameaçados pelas medidas provisórias 664 e 665. Publicadas na virada do ano, elas alteram o acesso aos benfícios Seguro-Desemprego, Abono Salarial, Pensões e Auxílio. Leia mais aqui.


 “Havia muita dúvidas sobre as medidas provisórias, foi feita uma análise de conjuntura e o fato é que essa crise não pode ser colocada nas costas do trabalhador”, diz Luciano Simplício, presidente estadual da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).


No debate foi criado o Fórum Permanente do Cariri, que mobilizará as mais diversas categorias da região para agenda nacional em defesa dos direitos trabalhistas.