Sindsaúde entrega documento com reivindicações dos servidores

104

Em reunião na Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) ontem (11/4), o Sindsaúde entregou um documento que reflete todas as reivindicações dos servidores em decorrência das mensagens aprovadas pela Assembleia Legislativa em 28/12/12, reduzindo e excluindo gratificações. Nova reunião está marcada para o próximo dia 24.

No documento, o sindicato pede que o governo reveja todas as leis e volte a pagar as gratificações no percentual pago anteriormente, além de estabelecer a Gratificação por Plantão nos Finais de Semana (GAPFS) no mesmo percentual pago aos profissionais de nível superior – 25% e 30% para plantões diurno e noturno, respectivamente.

Os técnicos da Seplag iniciaram as explicações sobre como se calcula a Parcela Nominalmente Identificada (PNI). Na oportunidade, a coordenadora da Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde (CGTES) da Sesa, Lúcia Arruda, relatou as consequências da redução das gratificações, previstas pelo Sindsaúde desde o primeiro momento: os profissionais não têm mais interesse em trabalhar na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e nem no horário noturno, uma vez que a Gratificação Especial de Desempenho (GED) e o adicional noturno sofreram redução.

Para calcular a PNI, o Sindsaúde pede que os servidores enviem os contracheques de dezembro de 2012 a março de 2013. O servidor deve mandar os seus contracheques e os contracheques de outro servidor/a que trabalhe nas mesmas condições, mesma função e tenha PNI diferente. Constatamos muitas reclamações de PNIs diferentes para situações iguais.

Os contracheques podem ser remetidos para a secretaria do Sindsaúde (Rua Guilherme Roche, 883 – Centro) ou para o e-mail do sindicato: sindsaude@sindsaude-ce.com.