Sindsaúde realiza ato e assembleia na porta da DASA/LabPasteur para cobrar cumprimento da Convenção 2012

202

O Sindsaúde realizou, ontem (3/4), assembleia com os funcionários da DASA/LabPasteur, na porta do Edifício Harmony Medical Center. Ficou decidido que a empresa terá até o próximo dia 10 para apresentar proposta de cumprimento da Convenção Coletiva 2012 ao sindicato. Amanhã (5), faremos nova manifestação no Harmony, às 7h30.

Embora a DASA seja o maior laboratório das Américas, paga o menor salário do Ceará, abaixo do salário mínimo e da Convenção Coletiva 2012, que rege os trabalhadores do setor privado da Saúde. A Convenção determina pisos salariais para auxiliares e técnicos de laboratório de R$ 680,00 e R$ 720,00, respectivamente.

A DASA, passando por cima da lei, do sindicato e dos funcionários, paga apenas R$565,00, abaixo dos pisos e inclusive do salário mínimo, atualmente fixado em R$622,00.

Para burlar a lei, a empresa chegou até a criar uma profissão que não existe e, portanto, não tem piso regulamentado: a de auxiliar de coleta. O Sindsaúde demanda que a carteira de trabalho dos funcionários seja assinada como deve: auxiliar de laboratório ou técnico de laboratório, e assim a empresa cumpra tudo que determina a Convenção.

Intimidação

Mesmo com todas as irregularidades, a DASA, ao invés de dialogar com sindicato e funcionários durante a manifestação/assembleia, mandou a elite da gestão para tentar intimidar os trabalhadores.

A “tropa de choque” da DASA utilizou câmeras de celular e filmaram todo o ato do Sindsaúde, como forma de intimidar os manifestantes.