Sindsaúde realiza atos no Hospital Cura D’ars e no Paço Municipal

183

O Sindsaúde realizou, nesta sexta-feira (15), atos no Hospital Cura D’Ars e no Paço Municipal.

No Hospital Cura D’Ars, o objetivo da manifestação foi exigir melhores propostas para a Convenção 2012 dos trabalhadores da Saúde do setor filantrópico.

De acordo com o Sindsaúde, o sindicato patronal, Sindhef, participou da última reunião de negociação no dia 7 de março e, de lá para cá, não dialogou mais com os funcionários.

Os patrões oferecem apenas R$633,00 (R$11,00 acima do salário mínimo) para piso de auxiliar de enfermagem e somente R$651,00 para técnico de enfermagem, enquanto os trabalhadores reivindicam R$800,00.

Na pauta dos funcionários consta reajuste salarial de 20% e os seguintes pisos: R$720,00 para auxiliar de enfermagem e de laboratório; R$700,00 para recepcionista/atendente; R$800,00 para técnico de enfermagem e de laboratório e motorista; R$1.200,00 para motorista socorrista; e R$680,00 para auxiliares de serviços gerais.

Os trabalhadores também reivindicam o retorno, à Convenção Coletiva, da cláusula que estabelecia remuneração em dobro ou folga a cada dia de trabalho aos domingos e/ou feriados. O direito foi retirado pelo Sindhef na Convenção 2011.

Paço Municipal

Já na sede da Prefeitura de Fortaleza, o Sindsaúde se manifestou contra o atraso no pagamento de salários e vales-transporte dos cinco mil empregados do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Apoio em Gestão à Saúde (IDGS), ONG que presta serviço para o município de Fortaleza.

Os funcionários do IDGS são uma importante força de trabalho na Saúde do município de Fortaleza. Eles prestam serviço nos postos de saúde e hospitais municipais – Instituto Dr. José Frota, Hospital Distrital Gonzaguinha e hospitais distritais (Frotinhas).