Trabalhadores da Sameac realizam ato nesta sexta-feira, 26/06, na Praça da Ferreira

122


No ato que vai acontecer a partir das 15h de hoje, os trabalhadores vão tentar sensibilizar a população para o risco de demissão coletiva de cerca de 700 profissionais do Hospital Universitário e Maternidade Escola.


 


O Sindsaúde e o Movimento em Defesa dos Trabalhadores da Sameac, MDTS, participam logo mais, a partir das 15 horas, de ato com os trabalhadores da Sameac. A ideia é sensibilizar a população para o risco de demissão coletiva de cerca de 700 profissionais que hoje atuam no Hospital Universitário Walter Cantídio e na Maternidade Escola Assis Chateaubriand. Durante o ato, será realizado atendimento à população com aferição de pressão arterial e distribuição de carta aberta explicando a situação dos trabalhadores. 


 


Os contratos da Sameac com a UFC se encerram nos meses de julho e agosto e até agora não há garantia de renovação ou prorrogação desses contratos.


 


Uma reunião com o Reitor da UFC, Henry Campos, está agendada para a próxima terça-feira (30), às 16 horas, na Reitoria, para discutir a situação dos trabalhadores. A categoria quer o empenho do Reitor junto ao Ministério Público Federal para que os contratos da Sameac sejam prorrogados.


 


Com informações da Assessoria de Comunicação do Sindsaúde – Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Ceará