UNIMED: Depois de conseguir melhorar proposta salarial, Sindsaúde assina minuta de CCT das Unimeds

128

O Sindsaúde assinou nesta segunda-feira, 20/07, a minuta da Convenção Coletiva de Trabalho, CCT, das Unimeds. Uma reunião realizada na sexta-feira, 17/07, trouxe avanços na proposta apresentada pelas cooperativas. Na primeira negociação, os patrões apresentaram míseros cinco por cento de reajuste salarial. O Sindsaúde não aceitou e colocou o bloco na porta do Hospital Regional da Unimed, o HRU. O resultado dessa indignação foi uma evolução na proposta patronal. A proposta apresentada nesta sexta-feira, pelos representantes da UNIMED Fortaleza e da Federação das UNIMED’s, foi um reajuste de 8% para todos os salários e pisos. Foi criado, ainda, o piso salarial de motorista regular, a fim de garantir uma melhor remuneração para estes profissionais. 


 


Abaixo, confira como ficam os pisos com o reajuste acatado pela categoria:


 









PROFISSÕES


PISO ATUAL


CCT 2015


AUXILIAR DE ENFERMAGEM


R$ 758,00


R$ 818,64


AUXILIAR DE LABORATÓRIO


R$ 800,00


R$ 864,00


RECEPCIONISTA/ATENDENTE


R$ 830,00


R$ 896,40


TÉCNICO DE ENFERMAGEM


R$ 900,00


R$ 972,00


MOTORISTA SOCORRISTA


R$ 1.340,00


R$ 1.447,20


MOTORISTA REGULAR


– o –


R$ 978,00


 


O auxilio creche passa de R$ 125,00 para R$ 145,00, com acréscimo de 16%. O auxílio creche é pago mensalmente a partir do 5º mês de vida até seis anos de idade para o pai ou mãe. 


 


Além disto, o tíquete-alimentação para os empregados da UNIMED Fortaleza será reajustado em 10,61%, passando para R$ 365,00, por mês. Nas outras UNIMED’s o tíquete sofreu reajuste entre 8 e  50%, conforme a tabela abaixo:


 














UNIMED


Vr. até abril 2015


Vr. negociado


% de reajuste


FORTALEZA


R$ 330,00


R$ 365,00


10,60%


Federação


R$ 408,50


R$ 618,13


51,31%


Abolição


R$ 408,50


R$ 618,13


51,31%


Sobral (escritório)


R$ 426,77


R$ 482,94


13,16%


Sertão Central do Ceará


R$ 376,25


R$ 618,13


64,28%


Cariri


R$ 301,00


R$ 618,13


105,35%


Centro Sul do Ceará


R$ 252,62


R$ 381,63


51,06%


Nordeste Ceará


R$ 252,62


R$ 270,90


7,23%


Vale do Jaguaribe


R$ 252,62


R$ 550,00


117,72%


Crateús (escritório)


R$ 268,75


R$ 296,38


10,28%


Hospital Sobral


– 0 –


R$ 296,38



 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


Reajustes já na folha de julho


 


As UNIMEDs se comprometeram a pagar os novos valores negociados para salários, pisos e ticket-alimentação ainda na folha de julho. Já as diferenças monetárias decorrentes do reajuste dos salários, pisos salariais, ticket e auxilio creche serão pagos no mês seguinte ao da homologação da CCT no M.T.E. O Sindsaúde estima que estas diferenças sejam pagas na folha de agosto.


 


Desconto assistencial para fortalecer a luta


 


Uma taxa cobrada uma única vez e que ajuda o sindicato a manter um trabalho forte e dinâmico, que viabiliza as conquistas da categoria. 


 


Para investir na luta dos seus representados, a entidade sindical precisa de recursos financeiros, pois as campanhas salariais demandam custos com papel, carro de som, mídias e com toda a estrutura de que o sindicato necessita para ter sucesso nas negociações, sobretudo com advogados, jornalistas etc. Além disto, o Sindsaúde mantem um sitio em Beberibe para o lazer de seus associados e dependentes. Os sócios e dependentes (cônjuges e filhos) também podem dispor de um serviço odontológico excelente em Fortaleza e nas seis subsedes do sindicato localizadas em Aracati, Baturité, Crato, Crateús, Iguatu e Sobral.


 


Uma das fontes de receitas que financia a atividade sindical é exatamente a taxa assistencial que é cobrada uma única vez, no mês seguinte ao do término das negociações salariais.  Esta taxa não é mensal. SERÁ COBRADA UMA ÚNICA VEZ. Na convenção coletiva com as cooperativas, está prevista a cobrança de taxa assistencial de R$ 22,00, por cada empregado beneficiado pela CCT, UMA ÚNICA VEZ, juntamente com o retroativo. 


 


Neste ano, ficou muito nítida a diferença que faz entre um sindicato que luta pelos direitos de seus representados, como o Sindsaúde, e os sindicatos que aceitam a primeira oferta patronal, fugindo do front sindical. Desde a primeira negociação, deixamos bem claro para os representantes dos empregadores que não aceitaríamos reajuste salarial abaixo da inflação. Resistimos e fomos vitoriosos, pois na área da saúde, este foi o melhor reajuste de salários, pisos e tíquete-alimentação. Portanto, não seja egoísta. Contribua para o fortalecimento de sua entidade, com uma contribuição simbólica, uma única vez por ano, no valor de R$ 22,00 (vinte e dois) reais. Quando o trabalhador se opõe a esta taxa, na verdade, está militando contra seus próprios interesses, pois um sindicato sem recursos não tem forças para lutar pelos seus representados.


 


Com informações da Assessoria Jurídica do Sindsaúde – Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Ceará