Sindsaúde denuncia descaso da prefeitura com trabalhadores da saúde do Hospital Municipal de Caucaia

38

Desde que o Instituto INTS assumiu, no começo deste ano, a gestão do Hospital Abelardo Gadelha, em Caucaia, trabalhadores tem sofrido com o descaso da gestão municipal.

O presidente em exercício do Sindsaúde Ceará, Messias Carlos, acompanhado das dirigentes Marli Costa, Regina Moraes, Maria Duarte, Glayson Melo e representantes do Simam, Sintest, CTB, Coren Ceará e do mandato da vereadora Enfermeira Ana Paula, amanheceram em frente ao Hospital Abelardo Gadelha nesta quinta-feira, 04/08. Na ocasião, foram distribuídas notas informativas e trabalhadores foram mais uma vez ouvidos pelas lideranças sindicais.

O objetivo do ato foi pressionar a prefeitura para que adote providências para melhorar as condições de trabalho dos profissionais da saúde. Desde que o Instituto INTS assumiu a gestão do Hospital Abelardo Gadelha, em Caucaia, trabalhadores tem sofrido com o descaso da gestão municipal. Além da sobrecarga de trabalho, trabalhadores se queixam ainda de serem obrigados a exercer funções alheias aos cargos para os quais foram contratados.

Quando se trata de riscos para a vida desses profissionais, a situação só piora. O local de entrada dos profissionais mais parece uma armadilha, expondo os trabalhadores a riscos físicos, químicos e biológicos. O espaço é o mesmo onde é coletado o lixo hospitalar, numa rua esquisita, sem movimento, onde ficam os geradores de energia.

Na hora do repouso, os profissionais só contam com um espaço insalubre, tomado de mofo. O Coren Ceará já fiscalizou esta unidade de saúde cinco vezes neste ano, mas a gestão não resolveu sequer os problemas de dimensionamento.

“Vamos levar as denúncias ao Ministério Público do Trabalho. Queremos respeito e tratamento digno para quem cuida da saúde do povo de Caucaia” – afirmou o presidente em exercício do Sindsaúde, Messias Carlos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here