Após derrubada de veto presidencial, ACS e ACE garantem reajuste do piso nacional

706

Após semanas de lutas em Brasília-DF, o Sindsaúde e Fnaras garantiram aprovação do piso de R$ 1.750,00 a partir de janeiro de 2022 para os ACS e ACE de todo o Brasil.

Em votação da Lei de Orçamento Anual, LOA, deputados federais e senadores aprovaram nesta terça-feira, 21/12, orçamento assegurando o reajuste de 12,90% do piso nacional dos ACS e ACE, que passa de R$ 1.550,00 para R$ 1.750,00.

A expectativa da categoria era aprovar um valor maior. “Poderia ser mais, já que as articulações apontavam para uma estimativa de R$ 1.920,00” – afirmou o diretor do Sindsaúde e Fnaras, Quintino Neto. “Mas lutamos não só contra um governo que não valorizou nossa categoria, mas contra acordos alheios ao desejo das categorias dos ACS e ACE” – continuou. “A luta valeu a pena, já que nem isso teríamos se o Fnaras não tivesse batalhado pelo orçamento, reivindicado o cumprimento da Lei 13.708/18 (data base em 1° de janeiro) até então negligenciada por quem deveria defendê-la e, principalmente, por ter sido a entidade a apresentar uma proposta real ao governo” – concluiu.

O Sindsaúde e Fnaras se mantiveram firmes para evitar que o reajuste fosse empurrado para o mês de março, o que descumpriria lei federal. “O que importa mais é que os ACS e ACE terão reajuste e a nossa luta vai continuar”.

Confira mais imagens desses dias de muita articulação e luta do Sindsaúde Ceará em Brasília. 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here