Em reunião virtual com sindicatos, Sarto anuncia recuo em retirada de direitos

413

A Reunião da Mesa Central com o prefeito Sarto foi realizada nesta quinta-feira, 25/03, com a participação do Sindsaúde e outras entidades sindicais representativas dos servidores públicos de Fortaleza.

Lutar vale à pena. Um dia após o dia de mobilização dos servidores da saúde de Fortaleza nas mídias sociais contra a retirada de direitos, o prefeito Sarto participou de reunião com sindicatos e anunciou o recuo na retirada de direitos prevista na proposta de Reforma da Previdência de Fortaleza.  O prefeito afirmou que dois pontos considerados críticos pela categoria não serão mais alterados: o direito aos anuênios e a licença prêmio. “A gente estudou, simulou e a gente admite retirar na nova redação(do PLC da Reforma da Previdência), ou seja, deixar como está anuênios e licença prêmio. Nesse item, a gente está aceitando a sugestão de vocês” – afirmou.

Além do prefeito, participaram pela gestão municipal o secretário do Planejamento e o vereador Gardel Rolim, líder do prefeito na Câmara Municipal. Entre os sindicatos participantes, estava, além do Sindsaúde, o Sindguardas, Sindifort e Sindiurb. As entidades apresentaram uma contra proposta à Proposta de Lei Complementar, PLC da Reforma da Previdência de Fortaleza, que deve ser encaminhada à Câmara Municipal nos próximos dias.

Marta Brandão, presidente do Sindsaúde Ceará, durante reunião da Mesa de negociação com prefeito Sarto em 25/03.

Além da Reforma da Previdência, a presidente do Sindsaúde, Marta Brandão, aproveitou o momento para cobrar a negociação da campanha salarial dos servidores, que tem data base em janeiro. Também foi feito um apelo ao prefeito para que os gestores tenham um olhar cuidadoso para essa categoria que tanto tem sofrido de cansaço, medo e exaustão desde o ano passado com o início da pandemia.  Marta deu o exemplo do Governo do Estado que ainda no ano passado criou o Auxílio aos trabalhadores que tiveram Covid-19 e o pecúlio por óbito. Já neste ano, foi concedida a gratificação Giate, destinada aos profissionais que estão na linha de frente contra o Coronavírus. Ela pediu que o mesmo fosse feito para recompensar os servidores da saúde de Fortaleza que estão sobrecarregados e adoecidos principalmente nesse momento mais crítico da pandemia.

O prefeito concordou que os servidores da saúde precisam ser valorizados. Quanto à negociação da campanha salarial, ele disse que logo que passe esse período mais complicado da pandemia, com aumento diário de casos e de óbitos, a reunião deverá ser agendada. Para o diretor do Sindsaúde, Quintino Neto, deixar pra depois a negociação da campanha salarial é uma contradição, já que a proposta de reforma da Previdência já está sendo encaminhada à Câmara Municipal de Fortaleza., ignorando o período crítico da pandemia.

A LUTA CONTRA A REFORMA CONTINUA!

Confira o áudio do prefeito Sarto anunciando o recuo na retirada de direitos dos servidores públicos de Fortaleza:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here