Entidades debatem demandas de servidores de Fortaleza com representantes de prefeitura

201

A reunião da mesa de negociação permanente do SUS foi realizada nesta quinta-feira, 27/05, em meio virtual, e tratou de questões como a aceitação de declarações para justificar ausências e as férias, que voltam a ser autorizadas a partir de julho deste ano.

Os diretores do Sindsaúde, Quintino Neto, e Glayson Melo, participaram da reunião virtual da Mesa de Negociação Permanente do SUS do município de Fortaleza, nesta quinta-feira, 28/05. Pela prefeitura, participaram a subsecretária de saúde, Aline Gouveia, além dos técnicos Erlemus Soares, Mariane Dias, e Fabiana Sales.

Entre as pautas debatidas, as férias dos servidores da saúde, suspensas no último ano em decorrência da pandemia. Na ocasião, foi informado que as férias serão autorizadas a partir do próximo mês de julho. A COGEP deve remeter nota técnica ainda nesta sexta-feira, 28/05;

Confira as demais pautas e encaminhamentos desta reunião:

Declarações para ausências

Declarações de acompanhamento em consultas médicas serão aceitas somente para profissionais da atenção básica de nível médio (concurso 2015), no limite de um expediente mensal (4 horas);

ACS na vacinação

O trabalho dos ACS nos Cucas, dentro da campanha de vacinação contra a Covid-19 é opcional e não obrigatório;

Previne Brasil

Foi informado que o programa Previne Brasil ainda está sob análise da PGM (Procuradoria Geral do Município). Nesse caso, o Sindsaúde cobrou mais agilidade para viabilizar o envio de matéria à Câmara Municipal, além de solicitar a minuta do projeto para avaliação.

PQAVS

A pedido do do Sindsaúde Ceará, haverá reunião na Covis (vigilância em saúde) para aprofundar a questão sobre a distribuição dos recursos do programa aos ACEs;

Formação técnica para ACS/ACE

Foi confirmada a adesão do município de Fortaleza ao curso técnico dos ACS e ACE;

Transferências

Na próxima quarta-feira, 02/05, será realizada reunião da comissão para tratar sobre as transferências de profissionais nas unidades de saúde de Fortaleza;

Home office

A SMS informou que decidiu, após análise jurídica, que não haverá pagamento da gratificação de produtividade para servidores em home office  por força do decreto de produtividade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here