Fortaleza – Aumenta a pressão pela Educação Permanente dos concursados de 2015

242

Servidores do concurso de 2015 realizaram ato em frente à Secretaria Municipal da Saúde, SMS, nesta quinta-feira, 12/08, para cobrar o direito à Educação Permanente. O Sindsaúde decidiu manter o protesto após a prefeitura desmarcar reunião que estava agendada para esta quinta-feira, 12/08.

Mesmo se tratando de um ato pacífico, a Guarda Municipal  foi chamada e tentou intimidar os trabalhadores, que fecharam a rua, fazendo a resistência.

Uma comissão foi recebida pela secretária Ana Estela, que se comprometeu a levar o assunto ao prefeito e dar uma resposta à categoria. Uma nova reunião ficou agendada para o dia 20/08, com a possibilidade de ser antecipada. Nesse mesmo dia, os servidores do concurso de 2015 devem realizar uma assembleia para, dependendo da resposta da prefeitura, deliberar se a categoria cruza os braços e entra em estado de greve. O Sindsaúde promete aumentar a pressão pela garantia do tratamento igual para todos os servidores da saúde der Fortaleza. Os servidores exigem que oito horas da jornada de trabalho sejam destinadas à Educação Permanente e 32 horas à assistência, como já acontece com os demais servidores do nível médio da saúde.

Cerca de 600 profissionais entre técnicos de enfermagem, auxiliares e técnicos em saúde bucal do concurso de 2015 estão desde que foram nomeados sem direito à Educação Permanente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here