Pandemia – Sindsaúde solicita a prefeituras do Ceará repasse de recursos de incentivo a trabalhadores da saúde

532

Municípios vão receber recursos extras do Ministério da Saúde para custeio de ações de rastreamento e monitoramento da Covid-19.  A entidade sindical quer que parte dos recursos sejam destinados a uma gratificação aos trabalhadores pelo enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

O Sindsaúde Ceará está reivindicando junto às prefeituras municipais do Ceará o uso de recursos do incentivo de custeio para pagamento de gratificação aos trabalhadores da saúde. O pedido está nos ofícios que começaram a ser encaminhados nesta segunda-feira, 28/09, aos gestores municipais.

Os recursos extras estão previstos na Portaria nº 2.358/GM/MS, de 2 de setembro de 2020, que instituiu o incentivo de custeio, em caráter excepcional e temporário, para a execução de ações de rastreamento e monitoramento de contatos de casos de Covid19. Os recursos devem entrar nos cofres municipais em parcela única no mês de outubro para serem utilizados nos meses de outubro, novembro e dezembro de 2020.

De acordo com o texto da portaria, são considerados para atuação nesta estratégia os seguintes profissionais do nível médio: técnicos e auxiliares de enfermagem, agentes comunitários de saúde (ACS), agentes de combate às endemias (ACE) e auxiliares/ técnicos em saúde bucal. A Portaria especifica ainda os valores que serão destinados aos municípios.

O Sindsaúde entende que esses profissionais da saúde, seja no atendimento direto na rede de saúde, seja nas visitas domiciliares, estão expostos à contaminação epidêmica pela Covid 19, merecendo assim uma compensação financeira pelo risco que estão se submetendo desde o início da pandemia.

“Embora a Nota Técnica Nº 30/2020-DESF/SAPS/MS, que trata do processo de implementação das regras da Portaria nº 2.358/GM/MS, não vincule o incentivo ao pagamento de gratificação aos profissionais da saúde, por outro lado, a mesma não impede que os gestores apliquem os recursos dessa forma a reconhecer e valorizar os profissionais que tanto se dedicam em prol da saúde da população, sobretudo neste momento de pandemia” – afirmou o diretor jurídico do Sindsaúde, Quintino Neto.

O Sindsaúde espera contar com o bom senso dos gestores para que os trabalhadores do nível médio da saúde, os que mais morrem e sofrem sequelas em decorrência da Covid-19, possam receber esta compensação como reconhecimento e incentivo para seguir na linha de frente no combate ao novo coronavírus.

Clica Aqui e confira a PORTARIA Nº 2.358, DE 2 DE SETEMBRO DE 2020 que Institui incentivo de custeio, em caráter excepcional e
temporário, para a execução de ações de rastreamento e
monitoramento de contatos de casos de Covid-19.

 

 

5 COMENTÁRIOS

  1. Mais que justo esses profissionais serem reconhecidos, ja que os salarios são baixos e nâo tem nenhum reconhecimento pelo trabalho realizado não somente agora na pandemia , mas desde sempre. espero que essa reivindicação seja aceita.

  2. É o que todos esperamos da gestão.
    Já agradecendo ao Sindsaúde pelo empenho com nossa categoria, tão
    desvalorizada.

  3. Acho mais que justo, seria uma forma de reconhecimento por tanto trabalho e dedicação.

  4. Acho mais que justo, seria uma forma de reconhecimento por tanto trabalho e dedicação. Mais que os gestores não se preocupam com isso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here