Patrões da rede particular querem matar os empregados de fome

123

Sindsaúde Ceará realizou ato nesta quinta-feira, 26/05, no Hospital Waldemar Alcântara.

Já estamos quase no meio do ano. Quase seis meses de embromação. E nada de reajuste salarial para os empregados dos hospitais privados, clinicas e laboratórios. Neste ano, todos os preços subiram, demasiadamente, sobretudo energia elétrica e combustível que impactam nos produtos de primeira necessidade (feijão, farinha, arroz etc).

 

A indiferença com a situação dos empregados tem marcado a conduta dos donos de hospitais e clínicas da rede privada, no Ceará, sobretudo dos maiores conglomerados, a exemplo da Kora Saúde e da Rede D”Or. Os donos destes dois grandes grupos de saúde, de olho somente no crescimento de suas ações na Bolsa, vêm emperrando a negociação salarial no setor privado. São forasteiros que vieram para o Ceará apenas para ganhar dinheiro com a exploração dos trabalhadores. A atitude da Kora Saude na mesa de negociação contradiz totalmente com o lema existente em seu site: KORA SAÚDE. NASCEMOS PARA MUDAR O MUNDO DA SAÚDE. Aqui no Ceará, esta mudança se deu para pior, inclusive para os clientes do São Mateus que não dispõem sequer de maqueiros para transportá-los.

A última proposta dos patrões do setor privado, apresentada dia 18 deste mês beira ao ridículo. Ofereceram somente quatro por cento, de janeiro a junho e ainda sob a forma de abono. E em julho é que haveria um reajuste de oito por cento, sem retroativo. Esta proposta é uma tapa na cara daqueles que nos últimos dois anos arriscaram suas vidas na linha de frente da pandemia. E nem o adicional de insalubridade, os patrões aumentaram, tendo o sindicato que recorrer para a justiça em busca deste direito.

O Sindsaúde não aceita proposta imoral

A reivindicação do Sindsaude é a reposição da inflação, vale-alimentação e plano de saúde para todos os empregados do setor privado. Chega de exploração. Só trabalho, meta, qualidade de atendimento. E reconhecimento, nada.

A direção do Sindsaude não irá assinar convenção coletiva para piorar a vida dos trabalhadores. E foi com este propósito que não aceitamos esta proposta patronal imoral. E estamos firmes na luta para que os direitos dos trabalhadores sejam respeitados.

Reposição da inflação já!

Vale alimentação e plano de saúde para todos!

Confira as imagens do ato de hoje no Hospital Waldemar Alcântara

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here