Recebidos mais uma vez com bloqueio policial, servidores da saúde do Estado pressionam Governo pela aprovação do PCCS

221

Dirigentes do Sindsaúde Ceará, acompanhados de servidores da saúde do Estado, voltaram na manhã desta quarta-feira, 03/11, ao Palácio da Abolição pra cobrar uma resposta sobre a aprovação da minuta do PCCS da saúde do Estado. Na semana passada, após furar bloqueio policial, o Sindsaúde e outros sindicatos presentes foram recebidos e tiveram o compromisso do Governo de dar uma resposta à categoria até hoje,03/11.

Como na semana passada, os trabalhadores e trabalhadoras da saúde foram recebidos com barreira policial, que impedia o acesso ao prédio.

Após articulação com Casa Civil, uma comissão foi autorizada a entrar, sendo mais uma vez recebida pela assessora Especial de Acolhimento aos Movimentos Sociais, Zelma Madeira. Na ocasião, foi agendada uma nova rodada de negociação com a participação do secretário da saúde, Marcos Gadelha, e do secretário executivo da Seplag, Adriano Sarquis.

A reunião será realizada na tarde desta quarta-feira, 03/11, às 14h, na Secretaria do Planjamento e Gestão do Estado, Seplag, no Cambeba.

Na saída do Palácio do Governo, a presidente do Sindsaúde, Marta Brandão, falou aos servidores da saúde do Estado, com transmissão ao vivo pela internet. Ela reforçou a necessidade dos servidores atenderem os chamados à luta e esclareceu que as conquistas só vem com mobilização. “Muita gente, infelizmente, acreditou que o PCCS seria assinado no dia do Servidor Público, mas nós sabíamos que era mentira, uma fake news, que se espalhou dando falsas esperanças aos servidores” – afirmou. “Conseguimos agendar essa rodada de negociação para hoje e vamos aproveitar essa oportunidade pra cobrar agilidade no encaminhamento da proposta de PCCS para que o mesmo á possa valer a partir do ano que vem” – finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here