Servidores protestam contra reforma da Previdência e impedem sessão na Câmara Municipal de Fortaleza

324

Projeto que retira direitos da categoria estava na pauta desta terça-feira, 02/03. No protesto, servidores impediram a entrada de vereadores, assegurando que não houvesse quórum para a sessão.

A Fersepfor – Frente Sindical que tem a coordenação do Sindsaúde Ceará, e demais entidades sindicais representativas de servidores públicos de Fortaleza, como Sindifort e Sindiute, realizaram desde o início da manhã desta terça-feira, 02/03, um ato de protesto na Câmara Municipal de Fortaleza contra a Reforma da Previdência.

O projeto de Emenda à Lei Orgânica nº 5 de 2021, enviado em mensagem do prefeito Sarto Nogueira, estava na pauta da sessão ordinária desta terça-feira, 2.  A redução drástica dos anuênios e da licença prêmio estão entre os pontos da matéria mais criticados pela categoria.

Ainda no começo do dia, os trabalhadores foram recebidos com um forte esquema de bloqueio da Guarda Municipal, AMC e GOE, que impediram que o carro de som se aproximasse da frente da Câmara Municipal. Os servidores, ainda assim, se posicionaram nas entradas da Câmara para tentar impedir a entrada dos vereadores. Usando máscaras, eles  formaram um corredor humano em frente à Câmara enquanto diziam “Não à reforma da Previdência” , “Não à retirada de direitos” e “Fora Sarto”.

Houve tumultuo e servidores foram atacados pela Guarda Municipal com bombas de gás lacrimogênio e balas de borracha.  Cessadas as bombas, os trabalhadores voltaram a bloquear as entradas do legislativo municipal.

No final da manhã, veio o resultado. Graças ao protesto com o impedimento de vereadores ingressarem na Câmara Municipal, não houve quórum para que houvesse sessão. Houve quórum apenas para criar uma comissão que deve discutir o projeto enviado pelo prefeito.

Além de não ter sessão, os servidores conseguiram a garantia de uma comissão representativa dos trabalhadores ser recebida por uma comissão de vereadores nesta quarta-feira, às 9h da manhã.

“Esta foi uma importante vitória para os servidores públicos de Fortaleza” – afirmou Marta Brandão, presidente do Sindsaúde e coordenadora da Frente Sindical Fersep-For. “Esses dias, quarta e quinta-feira, serão decisivos para a gente conseguir, com mobilizações na Câmara, com toda a proteção que é possível, e nas mídias sociais, compartilhando essas informações e pressionando os vereadores, reverter esse ataque aos direitos dos servidores públicos de Fortaleza” – concluiu.

#NãoAretiradaDeDireitos #PressãoNosVereadores

#NãoaReformadaPrevidênciadeFortaleza

Confira mais imagens do protesto contra a reforma da previdência municipal de Fortaleza nesta terça-feira, 02/03:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here