Sindicatos e servidores de Fortaleza seguem agenda do prefeito Sarto para cobrar jornada de 32 horas

57

Servidores da saúde de Fortaleza, tanto do nível médio como superior, foram hoje ao Centro de Eventos, na tentativa de encontrar o prefeito Sarto Nogueira, que participaria de atividade no local. Mesmo sendo impedidos, pela Polícia Militar, de ligar o sistema de som, os trabalhadores, junto a representações sindicais, fizeram barulho e deixaram o seu recado em defesa da jornada de trabalho de 32 horas semanais. O diretor do Sindsaúde Ceará, Quintino Neto, discursou em defesa da categoria e lamentou que o direito de se manifestar tenha sido cerceado pela PM.

Mesmo sem poder usar o sistema de som, os servidores da saúde de Fortaleza não desanimaram e, em coro, fizeram ecoar palavras de ordem em defesa das 32 horas semanais para todos os servidores da saúde, do nível médio e superior. “Se não negociar, a saúde vai parar”, “Saúde na rua, Sarto, a culpa é sua” e “32 horas já!”.

Por volta das 11 horas, uma comissão foi autorizar a encontrar o prefeito Sarto dentro do Centro de Eventos. Representando o Sindsaúde Ceará, estava a diretora Adriana Moura, que é servidora municipal. Ela falou ao prefeito do desejo de equiparar a jornada de trabalho de 32 horas para profissionais do nível médio e superior.

Para tratar dos rumos desta luta, o Sindsaúde convoca os servidores para assembleia que será realizada neste sábado, 25/06, às 09 horas da manhã, no auditório do Sindsaúde Ceará, à Rua Padre Mororó, 670 – Centro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here