Sindsaúde cobra demandas de servidores da saúde do Estado em meio ao avanço da pandemia

327

 

Nesta quinta-feira, 04/03, uma comissão composta por dirigentes e servidores foi recebida na Sesa.

Reposição salarial, gratificação Covid-19 e manutenção do afastamento do grupo de risco sem prejuízo nas remunerações enquanto durar a pandemia foram as demandas apresentadas pelo Sindsaúde aos gestores da saúde do Estado.

A presidente do Sindsaúde, Marta Brandão, acompanhada do diretor e servidor do Estado, Messias Carlos, da diretora e também servidora do Estado, Givana Lopes, e de servidores de várias unidades de saúde foram recebidos pela gestora da Coordenação de Gestão de Pessoas, Gogep,  Adriana. Ela ouviu as demandas e se comprometeu a encaminhar para o secretário Roberto Cabeto. As demandas serão formalizadas pelo Sindsaúde em ofício a ser protocolado na secretaria da saúde.

Os servidores da saúde do Estado, mesmo exaustos e, muitas vezes, adoecidos física e mentalmente durante os esforços no combate à pandemia, seguem sem a merecida valorização.  A categoria não tem reposição salarial, referente às perdas com a inflação, há quatro anos.

“Estamos pedindo o mínimo de tratamento digno para esses profissionais que tanto tem feito pela população e que, ao contrário das recomendações para a maioria, não podem ficar em casa” – afirmou Marta Brandão. “Esperamos contar com o bom senso dos gestores para que esses profissionais sejam devidamente reconhecidos e protegidos para que possam seguir garantindo atendimento à população durante e após a pandemia, que a gente espera que seja superada com a vacinação em massa da população” – concluiu.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here