Sindsaúde e Associação dos ACS se reúnem com Prefeito e Presidente da Câmara de Barbalha

425

O encontro tratou do programa Previne Brasil e da pauta dos agentes de saúde

Direção do Sindsaúde com o prefeito Guilherme Saraiva e o presidente da Câmara, vereador Odair Matos em Barbalha.

A presidente do Sindsaúde Ceará, Marta Brandão, encontra-se no município de Barbalha, no sul do Estado, onde participa de atividades representando o Sindicato. No início da tarde de hoje, quarta-feira (24), junto com a diretora Jussileide Santos e da presidente da Associação Municipal dos Agentes de Saúde e também diretora do Sindicato, Elizandra Silva, estiveram  com o prefeito Guilherme Saraiva e o presidente da Câmara, vereador Odair Matos.

As dirigentes apresentaram uma proposta do projeto de lei municipal que prevê distribuição paritária do incentivo financeiro oriundo do Previne Brasil, programa que substitui o PMAQ, para toda equipe das unidades básicas de saúde. O encontro também contou com a presença de várias Agentes de Saúde.

O prefeito se comprometeu a tratar o assunto com o Procurador do Município e disse que está estudando as reivindicações dos ACS, recebidas durante a última campanha eleitoral   mas adiantou que uma das demandas, a que cobrou o retorno ao trabalho das Agentes de Saúde Sidênia Santos e Josefa Eliete, que haviam sido afastadas de suas funções, arbitrariamente, pela gestão anterior.

Reunião com os trabalhadores do Hospital São Vicente em Barbalha

Da Prefeitura, Martinha seguiu para o Hospital e Maternidade São Vicente de Paulo, para coordenar assembleia com os trabalhadores daquela unidade filantrópica que, recentemente, com o Sindsaúde à frente, obtiveram grande vitória judicial com a garantia do pagamento de 40% de insalubridade sobre o salário mínimo para todos os profissionais representados pelo Sindicato.

Embora o sincato tenha ganhado a ação em novembro, o hospital recorreu e mesmo com um novo despacho determinando o pagamento do adicional de insalubridade em grau máximo, o hospital continua sem cumprir a decisão judicial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here