Sindsaúde vai à Câmara Municipal pedir apoio à jornada de 32 horas para servidores da saúde de Fortaleza

83

As diretoras do Sindsaúde, Adriana Moura, Daniele Nazário e Valdênia Gurgel, foram nesta quinta-feira, 02/06, à Câmara Municipal para pedir apoio aos vereadores para a jornada de 32 horas dos servidores do nível médio da saúde de Fortaleza. Além do Sindsaúde, participaram representações do Sindifort, Sindiodonto e Sintsaf.

Elas foram nos gabinetes dos vereadores Danilo Lopes, Ronivaldo Maia e Gardel Rolim. O vereador, presidente da Comissão de Saúde da Câmara, se comprometeu a agendar uma reunião para tratar sobre o retorno à demanda já tratada na comissão sobre a pauta das 32 horas.

Ao vereador Gardel Rolim, líder do prefeito da Câmara, foi solicitado que ele intermediasse uma agenda com o prefeito Sarto, considerando que essa pauta realmente não tem avançado mais nas outras instâncias. Ele se comprometeu a solicitar ao prefeito que atenda as entidades para tratar do assunto.

Depois do anúncio do aumento na jornada semanal de trabalho dos servidores da saúde de Fortaleza, a categoria já realizou duas paralisações. A primeira, em 19/05, com o fechamento de postos de saúde, e a segunda, em 31/05, quando foi realizado ato no Paço Municipal.

Uma nova paralisação agendada para o dia 14/06, quando os atendimentos devem ser mais uma vez suspensos nos postos de saúde de Fortaleza. Os servidores devem ir mais uma vez ao Paço Municipal para pressionar o prefeito pela regulamentação da jornada de 32 horas para profissionais tanto do nível médio como superior.

Gonzaguinha

A emaçada de fechamento do Hospital Gonzaguinha de Messejana também foi assunto juntos aos vereadores. Uma reunião na Comissão de Saúde ficou agendada para o dia 09/06, às 9 horas da manhã.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here