Trabalhadores da saúde das Upas de Caucaia e Jurema vão cobrar verbas rescisórias na Justiça

126
Os trabalhadores participaram na manhã desta segunda-feira, 24/01, de reunião com dirigentes e assessoria jurídica do Sindsaúde Ceará.

Cerca de 200 trabalhadores das Upas de Caucaia e da Jurema, sob a gestão da Fundação Leandro Bezerra de Menezes, foram desligados na sexta-feira, 21/01, e não receberam as verbas rescisórias. Eles participaram de reunião na manhã desta segunda-feira, 24/01, com dirigentes e com a assessoria jurídica do Sindsaúde Ceará, que vai cobrar na Justiça as verbas rescisórias, que incluem férias, 13°salário, multa de FGTS, além do salário de janeiro deste ano.

A Fundação Leandro Bezerra de Menezes é alvo de investigação no Ministério Público do Ceará e acumula denúncias de irregularidades em vários municípios cearenses.

Para mais informações sobre como entrar na Justiça através do Sindsaúde Ceará, os trabalhadores podem entrar em contato através do Plantão Jurídico no Whatsapp (85)9-8974-0898.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here