Sem garantia de implantação do piso, Sindsaúde convoca ACS para assembleia em 04/08

122

Após serem recebidos pelo secretário de articulação política do governo do Estado, Nelson Martins, ACS decidiram que vão realizar assembleia que pode decidir pela greve da categoria, caso mensagem não chegue à AL.

Uma comissão de ACS, com representações de Iguatu, Sobral, Cariri, Tianguá e região metropolitana de Fortaleza, acompanhada do diretor Quintino Neto, foi recebida pelo secretário de articulação política do governo do Estado, Nelson Martins. Na ocasião, foi informado que o assunto será tratado junto ao secretário da saúde, Marcos Gadelha, envolvendo ainda o Ministério da Saúde. Como a categoria não se sentiu atendida, pois esperava ter esta mensagem de imediato, o Sindsaúde propôs a realização de uma assembleia com a categoria no dia 04/08 para deliberar sobre a realizado de uma greve, caso a mensagem não chegue a Assembleia Legislativa até o dia 03/08.

Ao todo, são cerca de 6 mil ACS vinculados ao Estado em luta pela implantação do piso nacional de dois salários mínimos.

Os 500 ACS pelo piso nacional

O Sindsaúde Ceará, junto aos agentes comunitários de saúde(ACS) vinculados ao Estado, foram ao Palácio do Governo nesta terça-feira, 26/07, mais uma vez, para cobrar a implantação do piso nacional da categoria, no valor de dois salários mínimos, conforme Emenda Constitucional 120, aprovada no Congresso Nacional.

Mesmo com a aprovação da EC 120, para que o novo piso chegue aos contracheques, é preciso que o Governo do Estado implante o novo valor através de uma lei. “Estamos cobrando da governadora Izolda que encaminhe mensagem à AL com o novo piso. Não é favor, é um direito” – afirma o diretor do Sindsaúde Ceará, Quintino Neto.

O Sindsaúde Ceará mobilizou agentes comunitários de saúde(ACS) de várias regiões do Estado para participar desta atividade. Muitos deles estão recebendo pelo mesmo serviço prestado menos que os agentes comunitários de saúde vinculados aos municípios, que já implantaram o novo piso. “Somos cerca de 500 ACS de uns 50 municípios e confiamos no resultado positivo desta mobilização” – afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here