Durante ato, servidores de Fortaleza são recebidos por Élcio Batista, prefeito em exercício

74

Servidores municipais de Fortaleza e dirigentes do Sindsaúde Ceará e sindicatos representantes dos servidores, participaram de ato no Paço Municipal, na manhã desta terça-feira, 31/05, para cobrar resposta da prefeitura sobre o regime de 32 horas semanais.

Na paralisação dos servidores do dia 19/05, a gestão ficou de dar uma resposta em 10 dias sobre a pauta dos servidores que lutam pela isonomia na jornada de trabalho com 32 horas. Atendendo a convocação das entidades, os servidores, a maioria formada por mulheres, cedo já se dirigiram para o centro histórico da capital onde foram montadas barracas, faixas, bandeiras e carros de som para receber os trabalhadores e pressionar o Prefeito pela resposta positiva. E logo se formou uma comissão, composta por representantes do Sindsaúde, Sindifort, Senece, Sindiodonto, Sintsaf e Sindicato dos Médicos, que foi recebida pelo prefeito em exercício, Élcio Batista; o secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão, Marcelo Pinheiro; a secretária de Saúde, Ana Estela Leite; o Chefe de Gabinete, Renato Borges e o Procurador Geral do Município, Fernando Oliveira. Nesse intervalo, a presidente do Sindsaúde, Martinha Brandão e a vereadora enfermeira Ana Paula chegaram ao ato, onde falaram em apoio aos servidores e em seguida seguiram para acompanhar a negociação.

Durante a negociação, os representantes dos sindicatos, de forma unitária, reafirmaram a defesa do direito dos servidores de Fortaleza à isonomia de tratamento e cobraram a posição da Prefeitura. Por sua vez, o vice prefeito e os secretários presentes afirmaram que a gestão ainda não tem uma resposta e, após se ausentarem para conversa privada, retornaram com a informação de que um estudo será feito e até o próximo dia 10 de junho o prefeito poderia anunciar a data da reunião.

Já era perto do meio e, nessa altura, os servidores já haviam ocupado a Rua São José, onde fica a sede da Prefeitura, quando os sindicalistas saíram da reunião e realizaram uma assembleia unificada com a categoria e anunciaram o resultado da negociação. Após as falas e propostas, os servidores decidiram, por unanimidade, que realizarão um ato no dia 14 de junho, novamente em frente ao Paço, para cobrar resposta à reinvindicação dos servidores da Atenção Primária em Fortaleza. Também aprovaram que, antes, no dia 11/06 (sábado), haverá uma assembleia no auditório do Sindifort. Com o objetivo de fortalecer a luta pelas 32 horas e a manifestação do dia 14, as entidades farão mobilizações nas unidades de saúde e uma visita à Câmara de Vereadores.

Confira alguns momentos do ato de hoje

Confira as imagens do Ato dos servidores de Fortaleza pelas 32 horas:

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here