Terceirizados cobram pagamento do salário de dezembro

142

Funcionários do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Apoio à Gestão em Saúde (IDGS), terceirizados em serviços de saúde de Fortaleza, realizaram manifestação, na manhã de ontem, em frente ao Paço Municipal para reivindicar o pagamento do salário atrasado referente a dezembro.

De acordo com Marta Brandão, secretária-geral do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Ceará (Sindsaúde), a categoria reivindica ainda posicionamento da nova gestão sobre o futuro dos 5,3 mil terceirizados contratados durante a gestão da ex-prefeita Luizianne Lins.

Conforme Brandão, o IDGS possui 13 contratos com o Município, a maior parte com validade até 16 de fevereiro. Apenas o contrato dos terceirizados que atuam no IJF tem validade até julho.

Desde novembro de 2012, O POVO noticia que há atrasos no repasse da Prefeitura de Fortaleza para o IDGS. Conforme a edição de 8 de dezembro, relatório do instituto apontava que o débito da Prefeitura chegava a R$ 30 milhões. Antes do fim da gestão passada, os valores foram repassados ao instituto. No entanto, o pagamento de dezembro ficou a cargo da administração Roberto Cláudio.

Durante a manifestação de ontem, o chefe de gabinete do Paço, Queiroz Filho, recebeu três representantes da categoria para mediar o contato com a secretária da Saúde, Socorro Martins. Segundo Brandão, a secretária agendou reunião com a categoria para amanhã.

Futuro do IDGS

Conforme O POVO publicou ontem, a secretária da Saúde ainda não sabe como proceder em relação aos contratos do IDGS. A única certeza, conforme Socorro Martins, é a de que será realizado concurso público para a área.

Segundo a terceirizada Eliane Pereira, nenhuma informação oficial foi dada ainda. Segundo ela, um dos boatos que chegaram aos terceirizados é de que, a partir do dia 21, será dada baixa nas carteiras trabalhistas.

O POVO entrou em contato com Socorro Martins ontem, mas a secretária não pode conceder entrevista até o fechamento desta matéria por estar em reunião.

ENTENDA A NOTÍCIA

Desde novembro, funcionários da Saúde do Município, terceirizados pelo IDGS, reclamam de atraso no pagamento de salários. O pagamento de dezembro, a cargo da gestão Roberto Cláudio, ainda não ocorreu.

Para entender

17/11/2012. Terceirizados contratados através do IDGS reclamam de atraso no salário de outubro.

19/11/2012. Terceirizados começam a realizar protestos que prejudicam atendimento em postos de saúde.

21/11/2012. O vereador Ronivaldo Maia, líder do PT na Câmara, fixa cronograma de pagamentos; Prefeitura repassa valores referentes aos salários de outubro.

6/12/2012. Ministério Público do Trabalho planeja ir à Justiça cobrando os repasses. Prefeitura diz que salário de novembro será pago.

11/12/2012. Prefeitura paga parte de débito com o IDGS.

14/1/2013. O POVO mostra que foi detectada sobrecarga no número de funcionários contratados.

Fonte: O Povo